28.12.16

SINCERAMENTE 2017!




Que horizonte esperamos em  2017?

Sinceramente, espero o horizonte da fraternidade, da generosidade, do amor ao próximo, da amizade entre cada um e todos os povos;

Sinceramente, espero o horizonte do menos ódio, menos intolerância de gênero, raça, credo...

Sinceramente, espero o horizonte do respeito aos mais velhos, ensinamentos dos limites aos mais jovens;

Sinceramente, espero ver mais nutrientes aos deprovidos, mais palavras de compreensão, gestos de conforto e  acolhimento;

Sinceramente, espero o horizonte da elevação do caráter e das atitudes dos homens públicos em todos os níveis e em todas as nações;

Sinceramente, espero uma mídia mais profissional e isenta; uma justiça clara, serena e que os homens se respeitem e elevem o desejo da verdade, da partilha do bem e do amor sobre a terra.

Sinceramente!


J. Carvalho

Velho Cego, Choravas..


Velho cego, choravas quando a tua vida 
era boa, e tinhas em teus olhos o sol: 
mas se tens já o silêncio, o que é que tu esperas, 
o que é que esperas, cego, que esperas da dor? 

No teu canto pareces um menino que nascera 
sem pés para a terra e sem olhos para o mar 
como os das bestas que por dentro da noite cega 
- sem dia ou crepúsculo - se cansam de esperar. 

Porque se conheces o caminho que leva 
em dois ou três minutos até à vida nova, 
velho cego, que esperas, que podes esperar? 

Se pela mais torpe amargura do destino, 
animal velho e cego, não sabes o caminho, 
eu que tenho dois olhos to posso ensinar. 

Pablo Neruda, in "Crepusculário" 
Tradução de Rui Lage 

27.12.16

BILHETE






Se tu me amas, 
ama-me baixinho
não o grites de cima dos telhados
deixa em paz os passarinhos
deixa em paz a mim!
se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, 
amada, 
que a vida é breve 
e o amor mais breve ainda...

Mário Quintana




15.12.16

MEU CORAÇÃO...



Meu coração está no escuro
não ausência de luz
não ausência de sol
não ausência de lua e estrelas...
Meu coração está no escuro
no meio do breu de perspectiva
no meio das trevas de justiça
no meio da escuridão de futuro

Meu Coração anda meio que sem ritmo
capenga nos compassos
arrebentado nos muros da intolerância
arrebentado nas vias da injustiça, da estupidez...

Meu coração está no escuro
Meu coração sangra descompensado
mas não morto, se debaterá até o fim
pois meu país espera por ele, 
meu país espera por mim.


J. Carvalho

13.12.16

AINDA QUE...





Ainda que falássemos todas as línguas
dos anjos e dos humanos
Ainda que conhecêssemos todos os paraísos da Terra

Ainda que desfrutássemos dos melhores vinhos e mesas
Ainda que visitássemos todas as cidades,
Todos os castelos, museus, monumentos...
Ainda que realizássemos todos os nossos sonhos
Ainda que tívéssemos as famílias harmoniosas e quase perfeitas...

Se não tivermos a grandeza do amor,
a mansidão da gratidão, do afeto,
a generosidade do respeito ao outro e à natureza,
sobretudo, se não soubermos alcançar a maturidade
na humildade, na sabedoria,
com compaixão e justiça,
nada deteremos de maior valia,
nada viveremos da plena alegria
da felicidade e da realização.

J. Carvalho

29.11.16

Ceará Visto De Cima




CEARÁ do mar, das montanhas...
da literatura de Rachel, de Alencar, da beleza de Florinda...
Ceará dos verdes mares,  das falésias,
do sol nascente que se põe espetacularmente
e encanta em Fortaleza, Canoa, Jeri...

Ceará do povo trabalhador, bem humorado e  forte
que encara a luta da vida, sem temer a morte
que abraça com fé os sonhos e os realiza

Ceará da cajuína, do artesanato, da tapioca, do forró...
Ceará das belas e folgosas bailarinas
do sorriso farto e da alegria genuína

Ceará dos jangadeiros,
dos artesãos, das rendeiras, compositores,
cantores, humoristas, violeiros, repentistas...

Ceará da brisa e dos ventos norte,
das alegorias e dos Esportes
do presente, do passado, do futuro...

Ceará que vence obstáculos, intempéries, muros
que imponente se mostra por cima
e nos convida a desvendar seus cenários e mistérios.

J.Carvalho

21.11.16

Poema das Sete Faces



Quando nasci, um anjo torto
desses que vivem na sombra
disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.
As casas espiam os homens
que correm atrás de mulheres.
A tarde talvez fosse azul,
não houvesse tantos desejos.
O bonde passa cheio de pernas:
pernas brancas pretas amarelas.
Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração.
Porém meus olhos
não perguntam nada.
O homem atrás do bigode
é sério, simples e forte.
Quase não conversa.
Tem poucos, raros amigos
o homem atrás dos óculos e do bigode.
Meu Deus, por que me abandonaste
se sabias que eu não era Deus
se sabias que eu era fraco.
Mundo mundo vasto mundo,
se eu me chamasse Raimundo
seria uma rima, não seria uma solução.
Mundo mundo vasto mundo,
mais vasto é meu coração.
Eu não devia te dizer
mas essa lua
mas esse conhaque
botam a gente comovido como o diabo.

20.11.16

Procuro Uma Alegria / e Memória





Procuro uma alegria
na mala vazia
do final do ano
e eis que tenho na mão
- flor do cotidiano –
o vôo de um pássaro
e de uma canção.




Memória

Amar o perdido

deixa confundido
este coração.


Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.


As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão.

Mas as coisas findas

muito mais que lindas,
essas ficarão.




__Carlos Drummond de Andrade


16.11.16

PÁLIDO PONTO AZUL


Pálido Ponto Azul - Pale Dot Blue  Carl Sagan

CARL SAGAN - nos deixou já se foram 20 anos faço neste espaço,
homenagem a um dos maiores da Ciência Astronômica.
Em 09 de novembro completaria 82 anos.

No dia 9 de novembro de 1934 nascia em Nova York, nos EUA, o cientista,
o astrônomo, escritor... Carl Edward Sagan. Com uma vida dedicada à pesquisa e à divulgação da ciência, ele também foi autor de mais de 20 livros. Em 1978, com a obra Os Dragões do Éden, Sagan ganhou o Pulitzer de Literatura. Um dos seus clássicos, o best-seller Cosmos, foi adaptado para um seriado na TV e assistido por aproximadamente meio bilhão de pessoas no mundo todo. Por conta da série, Sagan ganhou o prêmio Emmy. O seu sucesso junto ao público foi por conta da sua capacidade de expressar de maneira simples e precisa complexos conceitos científicos. Sagan realizou pesquisas sobre atmosferas planetárias, exploração de planetas com veículos espaciais, e a formação da Terra. Também foi colaborador da Nasa, onde trabalhou com astronautas do projeto Apolo, chefiou missões não tripuladas para fora do sistema solar e participou das missões Voyager e Galileu. No dia Sagan 20 de dezembro de 1996, ele morreu aos 62 anos, vítima de um câncer raro e grave na medula óssea.
PALE DOT BLUE é um vídeo que não podemos deixar de assistir até o final e que possamos refletir neste momento de tanta discórdia, desequilíbrio, arrogância, segregações. Sem atentarmos para nossa insignificância diante do universo. Vc não será o mesmo após esta leitura.

J. Carvalho

18.10.16

Liberdade, Teu Nome!


Liberdade política
Liberdade cultural
Liberdade genérica
Liberdade e arte
Liberdade!
Liberdade Ecológica
Liberdade Folclórica                                                                                      
Liberade histórica
Liberdade de ir e vir
Liberdade!
Liberdade de sonhar

Liberdade de conquistar
Liberdade de entreter

Liberdade de  manifestar
Liberdade!
Liberdade de  afirmar
Liberdade de reivindicar
Liberdade de questionar
Liberdade plena
Liberdade! 
Teu nome

J.Carvalho 




17.10.16

Despertar


Um dia é sol, calor...
Noutro nuvens que escondem imagens, frio...
Porém a mesma paisagem
A nos entregar horizontes
Montes, cachoeiras, rios...
O que se altera 
O que se esvai
Ali atrás, além montes
Logo se vislumbra
O que permanece
O que se esconde
O que se muda
O que se alterna
O que se recompõe
Sentimentos e quimeras
Divagações da alma humana
Logo no primeiro olhar ao abrir a janela.


J.Carvalho

16.10.16

Don't Think Twice It's All Right - Bob Dylan

Bob Dylan - Knockin On Heavens Door (cover)




Mama, take this badge off of me
Cause I can't use it anymore
It's gettin' dark, too dark to see
I feel like I'm knockin' on heaven's door

Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door

Mama, put my that gun to the ground
Cause I can't shoot them anymore
There's a long black cloud is comin' on down
I feel like I'm knockin' on heaven's door

Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door


Batendo À Porta do Paraíso: 

Mamãe, tire este distintivo de mim
Eu não posso mais usá-lo
Está ficando escuro, escuro demais para enxergar
Sinto como se eu estivesse batendo à porta do paraíso

Bate, bate, batendo à porta do paraíso
Bate, bate, batendo à porta do paraíso
Bate, bate, batendo à porta do paraíso
Bate, bate, batendo à porta do paraíso

Mamãe, ponha minhas armas no chão
Não posso mais dispará-las
Aquela longa nuvem negra está descendo
Sinto como se eu estivesse batendo à porta do paraíso

Bate, bate, batendo à porta do paraíso
Bate, bate, batendo à porta do paraíso
Bate, bate, batendo à porta do paraíso
Bate, bate, batendo à porta do paraíso

Blowin in The Wind - Bob Dylan



How many roads must a man walk down
Before you can call him a man?
How many seas must a white dove sail

Before she can sleep in the sand?
Yes and how many times must cannonballs fly
Before they're forever banned?

The answer, my friend, is blowin' in the wind
The answer is blowin' in the wind
Yes and how many years can a mountain exist
Before it's washed to the seas (sea)
Yes and how many years can some people exist
Before they're allowed to be free?
Yes and how many times can a man turn his head
Pretend that he just doesn't see?
The answer, my friend, is blowin' in the wind
The answer is blowin' in the wind
Yeah and how many times must a man look up
Before he can see the sky?
Yes and how many ears must one man have
Before he can hear people cry?
Yes and how many deaths will it take till he knows
That too many people have died
The answer, my friend, is blowin' in the wind
The answer is blowin' in the wind?



Tradução:

Soprando Ao Vento
Quantas estradas um homem precisará andar
Antes que possam chamá-lo de homem?
Quantos mares uma pomba branca precisará sobrevoar
Antes que ela possa dormir na areia?
Sim, e quantas balas de canhão precisarão voar
Até serem para sempre banidas?
A resposta, meu amigo, está soprando ao vento
A resposta está soprando ao vento
Sim, e quantos anos uma montanha pode existir
Antes que ela seja dissolvida pelo mar?
Sim, e quantos anos algumas pessoas podem existir
Até que sejam permitidas a serem livres?
Sim, e quantas vezes um homem pode virar sua cabeça
E fingir que ele simplesmente não vê?
A resposta, meu amigo, está soprando ao vento
A resposta está soprando ao vento
Sim, e quantas vezes um homem precisará olhar para cima
Antes que ele possa ver o céu?
Sim, e quantas orelhas um homem precisará ter
Antes que ele possa ouvir as pessoas chorar?
Sim, e quantas mortes ele causará até saber
Que pessoas demais morreram
A resposta, meu amigo, está soprando ao vento
A resposta está soprando ao vento?

13.10.16

Top 10 Bob Dylan Songs




BOB DYLAN PREMIO NOBEL DE LITERATURA DE 2016 


O CANTOR e COMPOSITOR americano Bob Dylan, de 75 anos, foi anunciado nesta quinta-feira (13) o ganhador do Prêmio Nobel de Literatura 2016. A escolha foi divulgada em um evento em Estocolmo, na Suécia. Além do título, Dylan, que é considerado um dos maiores nomes da música do século XX, receberá 8 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 2,9 milhões).

A opção por um músico – e não por um escritor de ofício – soa incomum, mas o nome do Dylan vinha sendo cotado havia muitos anos. Também poeta e com diversos livros lançados (veja lista abaixo), o artista é aclamado sobretudo pelo lirismo de suas letras. Desta vez, no entanto, ele não estava entre os favoritos nas casas de apostas.

Reconhecendo que o Nobel de literatura de 2016 pode parecer surpreendente, a secretária-geral da Academia Sueca, Sara Danius, declarou que Dylan foi escolhido "por criar novas expressões poéticas dentro da grande tradição da música americana".


A academia citou ainda que "Dylan tem o status de um ícone" e que "sua influência na música contemporânea é profunda". "Ele é provavelmente o maior poeta vivo", declarou Per Wastberg, membro da instituição.
A nota biográfica do prêmio afirma que "Dylan gravou um grande número de álbuns que giram em torno de temas como a condição humana, religião, política e amor". Dentre os clássicos compostos por ele, estão "Blowin' in the wind", "Subterranean homesick blues", "Mr. tambourine man" e "Like a rolling stone".

Carreira literária

Tanto na música como na literatura, Bob Dylan foi fortemente influenciado pela geração beatnik e pelos poetas modernos americanos. "Como artista, foi altamente versátil e trabalhou como pintor, ator e autor de roteiros", lembrou o comunicado da Academia Sueca.

Ao ganhar no Nobel, ele superou grandes autores que eram tidos como favoritos da vez, como o queniano Ngũgĩ wa Thiong'o, o japonês Haruki Murakami e o poeta sírio Adonis. Dylan é o primeiro americano a vencer o Nobel de literatura desde Toni Morrison, em 1993.


Letra na Íntegra: da bela canção "Knockin On Heavens Door"

Mama, take this badge off of me
I can't use it anymore.
It's gettin' dark, too dark to see
It feels like I'm knockin' on heaven's door.
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Just like so many times before
Mama, put my guns on the ground
I can't fire them anymore.
That long black cloud is comin' down
It feels like I'm knockin' on heaven's door.
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Knock, knock, knockin' on heaven's door
Just like so many times before

J.Carvalho

23.9.16

Dá Licença Carência...



Pobre de um país que precisa

abraçar um político como se um pai o fosse,

um salvador o fosse...

se não fosse apenas um enganador

desse imenso amor e carência

paciência...

dá licença amor

dá licença carência

mas o engodo acabou!


J.Carvalho

6.9.16

IMPEACHMENT II na República Brazilis


POEMA PREMONITÓRIO de 
Afonso Romano de Santana

A IMPLOSÃO DA MENTIRA

Mentiram-me. Mentiram-me ontem
e hoje mentem novamente. Mentem
de corpo e alma, completamente.
E mentem de maneira tão pungente
que acho que mentem sinceramente.
Mentem, sobretudo, impune/mente.
Não mentem tristes. Alegremente
mentem. Mentem tão nacional/mente
que acham que mentindo história afora
vão enganar a morte eterna/mente.
Mentem. Mentem e calam. Mas suas frases
falam. E desfilam de tal modo nuas
que mesmo um cego pode ver
a verdade em trapos pelas ruas.
Sei que a verdade é difícil
e para alguns é cara e escura.
Mas não se chega à verdade
pela mentira, nem à democracia
pela ditadura.
Evidente/mente a crer
nos que me mentem
uma flor nasceu em Hiroshima
e em Auschwitz havia um circo
permanente.
Mentem. Mentem caricaturalmente.
Mentem como a careca
mente ao pente,
mentem como a dentadura
mente ao dente,
mentem como a carroça
à besta em frente,
mentem como a doença
ao doente,
mentem clara/mente
como o espelho transparente.
Mentem deslavadamente,
como nenhuma lavadeira mente
ao ver a nódoa sobre o linho. Mentem
com a cara limpa e nas mãos
o sangue quente. Mentem
ardente/mente como um doente
em seus instantes de febre. Mentem
fabulosa/mente como o caçador que quer passar
gato por lebre. E nessa trilha de mentiras
a caça é que caça o caçador
com a armadilha.
E assim cada qual
mente industrial?mente,
mente partidária?mente,
mente incivil?mente,
mente tropical?mente,
mente incontinente?mente,
mente hereditária?mente,
mente, mente, mente.
E de tanto mentir tão brava/mente
constroem um país
de mentira
—diária/mente.

J. Carvalho

5.9.16

... NÃO HÁ VENCEDORES



NESTE CENÁRIO POLÍTICO DO BRASIL, NÃO HÁ VENCEDORES!

Há algumas décadas o Brasil vem tentando encontrar o seu caminho para conseguir se projetar como um grande país institucionalmente forte e em pleno funcionamento de suas atividades políticas e econômicas que o credencie definitivamente a uma das mais fortes economias do planeta, sem causar perdas e danos ao seu povo e aos seus credores. Fazer valer a sua Democracia e os plenos direitos constitucionais.

Desde a morte de Tancredo Neves, o primeiro presidente pós-ditadura que viemos experimentando picos e vales de perspectivas. Passamos por oscilações de euforia e medo de toda ordem. Tivemos que aceitar José Sarney(PMDB), presidente, pois era vice na chapa de Tancredo Neves(que faleceu antes de assumir) e este nos ofereceu um período terrível de governança e com períodos de inflação a nos corroer salários e até nossas almas; depois veio a eleição do "Caçador de Marajás" Fernando Collor de Melo que nos abocanhou a poupança e levou muitos brasileiros à falência, ao desespero e até mesmo ao suicídio; caiu em desgraça e teve que sofrer o primeiro processo de Impeachment pós-ditadura, com a força das manifestações legítimas das ruas. Renunciou aos 48´ do segundo tempo, mas mesmo assim perdeu seus direitos e foi impedido de exercer cargos públicos por 8 anos. Veio Itamar Franco, que era Vice de Collor e aí mais uma vez a presidência caiu no colo do fisiologista PMDB, este fazendo um governo razoável, ajustando a economia com controle da Inflação (Plano Real) sob a batuta do seu então ministro da Fazenda FHC; e passando o bastão, aí por eleição direta ao eleito FHC-Fernando H.Cardoso(PSDB) que governou por 8 anos, fazendo um primeiro governo que nos tirou de uma Inflação altíssima e colocou o país nos trilhos outra vez, mas já no seu segundo mandato não foi tão brilhante e através de eleições diretas passou o bastão a Luiz Inácio Lula da Silva, sofrendo terríveis pressões e encerrando seu segundo mandato com baixa aceitação. LULA fez um governo brilhante em seu primeiro mandato, surfando na onda do CRÉDITO que o povo deitou e rolou e conseguiu manter a economia em equilíbrio apesar dos tremores internacionais, mas no segundo mandato já dava sinais que algo estava dando errado e mesmo assim consegue entregar o bastão e todos os seus créditos políticos à sua Criatura Dilma Rousseff, uma neófita política que depois de 6 anos de mandato, não disse a que veio e deixando o país mergulhado em uma de suas maiores crises da história, com corrupção em seu pico, inflação saindo do controle e acusações diversas de utilização dos bancos federais para pagar as contas(pedaladas fiscais); perde o mandato através de mais um Impeachment, de forma legal, ordeira e sem derramentos de sangue e sob a presidência do STF que o legitima e não deixa brecha alguma para afirmação de Golpe. Isso permite-nos afirmar que estamos fortes na Democracia que alguns dizem frágil.

Mais uma vez o PMDB assume a presidência do país de forma indireta, pois Michel Temer como Vice de Dilma, é o candidato premiado a exercer o cargo e conduzir o país até as próximas eleições de 2018, mesmo com a desconfiança de milhares de brasileiros(me incluo). Seu desafio é controlar a inflação, fazer as reformas pesadas da Previdência e das Leis Trabalhistas e recolocar o país no Status de Confiabilidade aos investidores, assim recuperando forças e equilíbrio para sair definitivamente da crise gravíssima em que se encontra.

Neste CENÁRIO afirmo, Não Há Vencedores, pois não há o que comemorar, pois o partido que sai do poder/ PT, após 13 anos de governo, certamente não deixará saudades para a maioria dos brasileiros; claro que temos que reconhecer suas boas políticas sociais que certamente serão preservadas pelos vindouros. O PMDB(fisiologista histórico) não passa confiança ao povo, basta observar os índices de aceitação do Presidente Michel Temer abaixo dos 10%; claro que se ajustar a economia se elevarão, mas no momento que é grave, ainda há muita antipatia e desconfiança e as manifestações da oposição firme nas ruas dificultará ainda mais sua estabilidade. Considerando ainda que Eduardo Cunha(PMDB) perdeu cargo de presidente da Câmara por falta de decoro parlamentar e está indiciado na Lavajato, poderá também perder o cargo de deputado (perdeu hoje 12/09 por 450 votos); Renan Calheiros presidente do Senado tem processo por corrupção na Lavajato e também corre risco de perder mandato, bem como o senador Romero Jucá, presidente do PMDB; Edson Lobão(PMDB) ex-ministro das Minas e Energias do Governo do PT, também indiciado e outros tantos... enfim.

Portanto, NESTE CENÁRIO POLÍTICO E ECONÔMICO do BRASIL, NÃO HÁ VENCEDORES, o que há é uma sensação terrível de insegurança e muito terá que ser feito para que as forças políticas promovam convergências e tomem posse de um projeto grandioso que fortaleça a ordem democrática e econômica do país para que este volte a respirar e retomar seu crescimento antes que mais nada se possa fazer no meio a tanto caos que nos levou mais uma vez a termos uma década perdida por pura irresponsabilidade política dos poderes do BRASIL.

"Navegar é preciso, viver não é preciso"!

J. Carvalho

20.7.16

INVICTUS - Poema e Filme




UMA PEQUENA HISTÓRIA SOBRE O POEMA INVICTUS, escrito em 1875 pelo britânico William Ernest Henley e que inspirou Nelson Mandela líder sul africano quando aprisionado em Robben Island na sua luta contra o Apartheid.  

Inspirador também do filme Invictus, baseado em fatos reais, mostra a importância do líder Nelson Mandela e relata como o esporte foi um fator essencial para união de brancos e negros na África do Sul após o Apartheid  um regime político segregacionista que privava os negros de direitos e considerava os brancos como os únicos cidadãos do país.

Dirigido por Clint Eastwood, o longa de 2009 começa anunciando a libertação de Nelson Mandela, uma figura de resistência contra o apartheid – ele havia sido preso e cumpriu pena de 27 anos. Em 1994, Mandela é o primeiro presidente negro eleito no país e gera desconfiança de toda população branca.

Quebrando paradigmas, ele atua politicamente em favor da união das raças, sem privilégios e vinganças. O filme faz uma representação muito próxima do apoio e uso do esporte para resgatar um sentimento de nacionalidade e alcançar uma relação de respeito e normalidade entre os sul-africanos.

J. Carvalho


"Não importa o quão estreito seja o portão e quão repleta de castigos seja a sentença, eu sou o dono do meu destino, eu sou o capitão da minha alma". É difícil mensurar quantas vezes esses versos foram repetidos na literatura, no cinema ou em discursos inspiradores. 
Mais de um século após ser escrito, o poema "Invictus", do britânico William Ernest Henley continua fascinando e influenciando pessoas em todo o mundo. Certamente, Henley, o mais velho de seis filhos, não imaginou que tanto tempo depois suas palavras - escritas em 1875 - inspirariam um personagem importante da história não só da África, mas mundial: Nelson Mandela. 

Quando aprisionado em Robben Island, onde cumpria pena de trabalhos forçados, o líder sul-africano, símbolo da luta contra o Apartheid, encontrou nas palavras de Henley a esperança e a força necessárias para manter-se vivo. Mandela conta que toda vez que começava a esmorecer, lia e relia o texto, em busca de um "companheiro" para a dor.  O professor de literatura inglesa Marion Hoctor, em entrevista a CNN, explicou que o poema representa o humanismo secular, o espírito da época vitoriana, a ascensão de Darwin e as ciências como um desafio ao pensamento tradicional e criacionismo. 

"Invictus" é a inspiração para o filme homônimo, de Clint Eastwood. Em outro momento de protagonismo, os versos do inglês foram as últimas palavras de Timothy McVeigh, soldado americano condenado à morte por ataque terrorista que deixou 168 mortos na cidade de Oklahoma, Estados Unidos. 

Invictus 
Dentro da noite que me rodeia
Negra como um poço de lado a lado
Agradeço aos deuses que existem
por minha alma indomável

Sob as garras cruéis das circunstâncias
eu não tremo e nem me desespero
Sob os duros golpes do acaso
Minha cabeça sangra, mas continua erguida

Mais além deste lugar de lágrimas e ira,
Jazem os horrores da sombra.
Mas a ameaça dos anos,
Me encontra e me encontrará, sem medo.

Não importa quão estreito o portão
Quão repletade castigo a sentença,
Eu sou o senhor de meu destino
Eu sou o capitão de minha alma.

13.7.16

305º ANIVERSÀRIO DE OURO PRETO




8 DE JULHO/2016 - mes do 305º aniversário de OURO PRETO-MG.

Desde 2013, a comemoração passou a ser marcada por uma semana de atividades culturais dentro da programação do Festival de Inverno da UFOP (Universidade Federal de Ouro Preto). Este ano a comemoração, que acontece de 04 a 11 de julho, ganha autonomia e sai da programação do festival, com identidade visual e produção próprias. Será uma semanade programação musical, teatral, erudita e popular, a qual inclui ainda programação cineclubista e parcerias com restaurantes da cidade.


Minha homenagem em versos a esta que adotei como minha cidade em Minas desde que aqui cheguei em 1975.


QUERIDA OURO PRETO!

O que mais dizer de ti
querida Ouro Preto, Vila Rica...
pulsação de memórias

O que mais extrair de ti
do teu chão de pedra, do teu coração de história
da tua eterna alma inconfidente

O que mais curtir na descência
em tuas noites gloriosas
folgosas noites e frias madrugadas

Amores em verso e prosa
sob a sublime lua enamorada
que sobre ti se deita majestosa

J.Carvalho

5.7.16

DESAFIOS


A vida é um permanente renovar de desafios,
portanto temos que nos preparar, está sempre atentos para enfrentá-los a cada despertar com alegria e positividade. São diversos e adversos que se postam diante de nós: desafio da convivência em família; desafio das relações no trabalho(interna e externa); desafio de nos manter próximos aos amigos; desafio de nos renovarmos espiritual e profissionalmente; desafio da satisfação de estarmos construindo uma vida digna com o que de melhor possamos externar e compartilhar na perspectiva de vivermos em paz e em permanente tentativas da construção do bem da vida!

Por isso, sempre agradeça a Deus por está recebendo a graça de um novo dia e jamais o tenha como uma garantia; esteja ativo e plenamente fazendo o seu melhor; trace as metas alcançáveis e contabilize o sucesso alcançado; tenha a certeza de que é sim uma dádiva de valor inestimável; viva cada dia intensamente, os que forem positivos celebre e os forem negativos elimine-os, ou simplesmente tire destes o aprendizado necessário para não mais repetí-los.

Ao deitar-se agradeça e ore para que no próximo amanhecer esteja pronto e confiante para recomeçar positivamente tudo outra vez.

Harmonize-se com o que é construtivo nas relações com o outro, com o meio ambiente... aprenda a ser tolerante e respeitoso com os mais velhos, com as crianças e estimule os seus próximos a fazê-lo.

"cuide de sua alma e regue seu jardim não fique esperando que alguém lhe traga flores" (ws). Sobretudo, cuide de sua saúde física e mental - Que seja uma dádiva cada novo dia em sua vida até o final do seu tempo.

J.Carvalho